Obrigado - #15 Anos!!
whatsapp

(18) 99132.5461

A saída dos médicos cubanos está comprometendo o atendimento nas Unidades de Saúde de Ilha Solteira?

Sim - 58.9%
Não - 41.1%

Total de Votos: 56
The voting for this poll has ended ligado: 30 Nov 2018 - 00:00

Mutirão de biometria atrai bom público e terá nova edição em maio

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

 

O mutirão de biometria e recadastramento eleitoral, realizado pelo Cartório Eleitoral na manhã de sábado (13), levou um bom público ao Ilha Shopping. Pelo menos cem eleitores participaram da ação, que deve ter nova edição em maio.

Mais de 13 mil eleitores ainda não fizeram o recadastramento eleitoral. Desde o início do serviço, em fevereiro, que é obrigatório, apenas 2% do eleitorado foi até o Cartório Eleitoral, que funciona no Ilha Shopping.

Se o ritmo for mantido até o final do recadastramento, o Cartório Eleitoral acredita que a revisão atingirá pouco mais de 7 mil eleitores em Ilha Solteira.

A previsão é de que, mantido esse ritmo, a revisão pode não atingir nem metade do eleitorado, levando ao cancelamento de mais 7 mil títulos em Ilha Solteira. “O que nos preocupa é que os efeitos do cancelamento da inscrição eleitoral não se restringem ao exercício dos direitos políticos dos eleitores, mas tem implicações, conforme já divulgado em outras oportunidades, muito mais graves, como a anotação de pendência pela Receita Federal junto ao CPF, constituindo – se a partir daí em outras consequências, como o impedimento para abertura de conta bancária, solicitação de empréstimo e bloqueio de conta. Também impede a obtenção de passaporte ou nova carteira de identidade, a renovação de matrícula em estabelecimento de ensino público, a inscrição para concurso público, tomar posse em cargo público e até mesmo receber vencimentos caso seja servidor público ou exerça função pública”, informou Rodrigo Fernando de Mendonça Furtado, chefe do Cartório Eleitoral de Ilha Solteira.

Os eleitores ilhenses terão até 29 de novembro deste ano para comparecerem ao Cartório Eleitoral. Além da revisão, o eleitor ainda fará o cadastro biométrico. O novo sistema será utilizado na eleição de 2020. O processo é rápido, e leva de 20 a 25 minutos, em média.

A Justiça Eleitoral adotou a biometria para garantir ainda mais segurança ao processo eleitoral. A implantação no país vem sendo gradual, já que é necessário convocar todo o eleitorado para a revisão biométrica.

O cadastramento biométrico é feito com utilização do chamado "Kit Bio", composto de dispositivo de captura de fotos, escâner para captura de digitais, maleta de transporte e cenário (mini-estúdio fotográfico com assento).


ABBS - Eleitores que votam na escola municipal “Aparecida Benedita Brito da Silva”, mas que não moram na zona sul, também terão que refazer a biometria. O recadastramento eleitoral começou nesta segunda-feira (4) e deve ser feito no Cartório Eleitoral, que funciona no Ilha Shopping.

Segundo Rodrigo Furtado, todos os eleitores que já fizeram a biometria, e votavam nas seções existentes nas escolas Léa Silva Moraes e Urubupungá, terão que fazer o recadastramento. Isso porque a cidade ganhará novos ocais de votação a partir de 2020. “As escolas Léa Silva Moraes e Urubupungá não serão mais usadas como locais de votação. Ilha Solteira ganhará novos locais, na zona norte e no Jardim Aeroporto. E estamos reagrupando os eleitores. Quem vota na ABBS, e não mora na zona sul, também terá que refazer a biometria”, disse Furtado.

O Cartório Eleitoral irá descentralizar a votação já na próxima eleição, que deverá ser a primeira 100% biométrica em Ilha Solteira, para evitar que os eleitores tenham que fazer grandes deslocamentos para votar.

Na zona sul, apenas a escola “Aparecida Benedita Brito da Silva” será mantida como local de votação. Outros dois serão criados para 2020, um na zona norte, na escola municipal “Lúcia Maria Donato Garcia”, e no Jardim Aeroporto, na escola municipal “Paulo Freire”.


Títulos - Mais de quatrocentos eleitores identificados como faltosos pelo Cartório Eleitoral de Ilha Solteira poderão ter o título cancelado, caso não regularizem sua situação até 6 de maio. A lista pode ser conferida no Cartório Eleitoral, que funciona no Ilha Shopping, ou no site do TRE-SP (http://www.tre-sp.jus.br/).

O Cartório explica que o eleitor faltoso é aquele que não votou nem justificou a ausência nos três últimos pleitos (regulares ou suplementares), sendo cada turno considerado uma eleição. Conforme previsto no Código Eleitoral, enquanto não regularizar sua situação junto à Justiça Eleitoral, o eleitor estará sujeito a uma série de impedimentos.

O Cartório Eleitoral afixou o edital contendo as listagens desses eleitores faltosos e que precisam regularizar a situação.

Para regularizar a situação, o eleitor faltoso deverá comparecer ao Cartório Eleitoral e apresentar um documento oficial com foto que comprove sua identidade, título de eleitor (ou e-título), comprovante(s) de votação, comprovante(s) de justificativa eleitoral e comprovante(s) de recolhimento de multa(s) ou dispensa de recolhimento.

Segundo o cronograma, a Justiça Eleitoral cancelará, no período de 17 a 20 de maio, as inscrições dos eleitores que não tiverem regularizado sua situação até a data-limite estabelecida (6 de maio).

A partir do dia 24 do mesmo mês, será divulgada a relação contendo os nomes dos eleitores e os números dos respectivos títulos cancelados por ausência aos três últimos pleitos.

 


Receba notícias de Ilha Solteira pelo Whatsapp

Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? 1) adicione este número à agenda do seu telefone: 18 99132-5461; 2) envie uma mensagem para este número por WhatsApp, informando seu nome


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Google+