ilhadenotícias - #anuncie!
whatsapp

(18) 99132.5461

A saída dos médicos cubanos está comprometendo o atendimento nas Unidades de Saúde de Ilha Solteira?

Sim - 58.9%
Não - 41.1%

Total de Votos: 56
The voting for this poll has ended ligado: 30 Nov 2018 - 00:00

Hino do MPB é regravado para homenagear o cinquentenário de Ilha Solteira

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Vitor e Tavinho Limma (Foto: Arquivo Pessoal)

Quase vinte anos depois de marcar as “bodas de prata” do Festival Nacional de MPB, a música “A Canção Verdadeira”, de Tavinho Limma, volta a ganhar destaque, agora para comemorar o cinquentenário de Ilha Solteira.

 

Se há vinte anos ela foi gravada com a participação de músicos que participavam da edição de 25 anos do MPB, agora ela ganha uma versão com músicos da cidade. O clipe da música, postado no Youtube, começou a circular nesta terça-feira (24). “O Tavinho chegou e falou que tinha uma ideia, me convidando para a produção. Disse que queria algo meio ‘we ware the world’, com a participação de alguns cantores da cidade na gravação, como um presente para Ilha Solteira”, disse Vitor Yuki, do Red Studios, que produziu a canção.

Além da Tavinho Limma, participam Biel, Hugo Brasarock, Bruno Rodrigo, Matheus Urzulim, Karina Limsi, Natasha Silva e os alunos do projeto Pequenos Pupilos, Maria Eduarda, Rebeca Nicole, Ingra Mariana, Penelope Nina e Estéfani Alckmin. A jornalista Edilene Spitaletti também participa, recitando o texto “Brilha Solteira Ilha”, de Tavinho Limma. “Gravamos nos últimos dois meses. Cada um gravou sua parte separado, explicou Yuki.


Tavinho – Tavinho Limma explica que a proposta foi unir a música do festival, que tem grande importância para ele e virou uma espécie de hino informal da cidade, com um texto novo, que homenageia Ilha Solteira. “Essa música é emblemática. O fato de eu ter virado ilhense, tem a ver com ela. Tudo começou com essa música. E quando ela nasceu, a primeira apresentação pública dela foi em uma forma similar com o que aparece nesse vídeo, com várias pessoas que participavam do festival cantando juntas. Agora, eu fiz uma mistura, com a música que simboliza os 25 anos do festival, com um texto, que a Pitty (Edilene) declama, aí sim, contemplando coisas, pontos turísticos, figuras ilustres e tradicionais, pessoas curiosas, enfim, fatos interessantes em relação à Ilha”, explica Limma.

Tavinho afirma que ao cantar a música, a sensação é sempre de emoção, de arrepios na alma. “Porque é uma música que meche muito comigo, com ilhenses e com pessoas que vem aqui, no período do festival. E ela já fugiu da minha mão. Pela reação que as pessoas tem, pelo respeito com o que está sendo cantado, com o que está escrito na letra, eu acho que ela se tornou um hino do coração das pessoas. Um hino informal, compromissado mais com a emoção. É uma sensação muito boa”, finalizou Limma.

A versão pode ser conferida neste link https://www.youtube.com/watch?v=HXOv0uC6K0M&feature=youtu.be


Receba notícias de Ilha Solteira pelo Whatsapp

Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? 1) adicione este número à agenda do seu telefone: 18 99132-5461; 2) envie uma mensagem para este número por WhatsApp, informando seu nome


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Google+