O mais acessado!
whatsapp

(18) 99132.5461

A saída dos médicos cubanos está comprometendo o atendimento nas Unidades de Saúde de Ilha Solteira?

Sim - 58.9%
Não - 41.1%

Total de Votos: 56
The voting for this poll has ended ligado: 30 Nov 2018 - 00:00

Justiça reprova prestação de contas da campanha de Eduardo; Vereador irá recorrer

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

 

O vereador Eduardo Vasconcelos (PL), oitavo mais votado na última eleição, com 322 votos, teve a prestação de contas da campanha de 2020 reprovadas pela Justiça Eleitoral. O parlamentar afirmou que irá recorrer da decisão.

 

A sentença do juiz Jamil Nakad Júnior, divulgada na última sexta-feira (29), vai ao encontro a manifestação do Cartório Eleitoral e Ministério Público Eleitoral, que haviam se manifestado pela desaprovação das contas do parlamentar.

Na sentença, o juiz fala que os procedimentos de averiguação e aprofundamento de análise adotados foram frustrados “por inércia do interessado” (o vereador). E que os exames realizados acabaram igualmente prejudicados, evidenciado a partir da falta de clareza quanto à origem de parte dos recursos que irrigaram a campanha.

O juiz afirma que o indício de irregularidade recai sobre 41% dos recursos aplicados, ou, detalhando-se, sobre a forma de distribuição e uso dos materiais adquiridos com esta soma, identificados por ocasião das averiguações, mas ignorados pelo candidato.

Ele também cita R$ 490,00 como indícios de gastos não declarados que, mesmo não considerando um valor vultuoso, tem real potencial de influenciar na disputa ou mesmo trazer vantagem competitiva ao infrator, dado que em municípios pequenos, a média de gastos, em sua maioria, não se aproxima sequer de romper o limite imposto ao autofinanciamento por parte de contendores.

Pelas provas colhidas, o juiz desaprovou a prestação de contas do vereador Eduardo Vasconcelos.

Eduardo
Ao ilhadenoticias,com, o vereador Eduardo Vasconcelos disse que irá recorrer as decisão e que irá apresentar os documentos que comprovem os gastos realizados na campanha.


Outros
Além de Eduardo, a Justiça também reprovou as contas do prefeito Otávio Gomes (PSDB) e dos vereadores Alberto dos Santos Jr., o Beto (PSB), Cícero Aparecido da Silva (PDT), Dalmi Guedes Jr. (PL), Docílio José Correia Feitosa, o Cido (DEM), Ricardo Casagrande (PSB) e e Thereza Alves da Rocha (PSB). Em relação a prestação do vereador Jerfson Domingues Bueno (MDB) nenhuma decisão foi divulgada ainda.

O presidente da Câmara, vereador Luís Otávio Collus de Paula (DEM), foi o único da atual legislatura que teve a prestação de contas aprovada.

 

Siga o ilhadenotícias.com no Facebook clicando aqui e aqui, no Instagram aqui, no youtube aqui e no twitter aqui


Receba notícias de Ilha Solteira pelo Whatsapp

Quer receber notícias no seu celular sem pagar nada? 1) adicione este número à agenda do seu telefone: 18 99132-5461; 2) envie uma mensagem para este número por WhatsApp, informando seu nome


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

 

Google+