ilhadenotícias - #anuncie!
whatsapp

(18) 99132.5461

Os retornos da Avenida Brasil devem ser reabertos?

Sim - 72.9%
Não - 27.1%

Total de Votos: 328
The voting for this poll has ended ligado: 11 Mar 2018 - 00:00

Polícia encontra objetos furtados de entidade escondidos em matagal no Bela Vista

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

 

A Polícia Militar recolheu em um matagal do Bela Vista, dezenas de bandejas de inox que haviam sido furtadas da ASAIS, que fica no mesmo bairro, há uns dias atrás. Os objetos foram localizados por um morador.

 

Os objetos estavam escondidos em uma área institucional que fica próxima à Rua Humaitá, no Bela Vista, que foi tomada pelo mato. Moradores afirmaram que vem cobrando da Prefeitura a roçagem da área, mas como nada foi feito, um deles decidiu jogar um veneno dias atrás no local, e acabou descobrindo as bandejas. “Meu marido jogou um produto químico, porque o mato está muito alto. Quando ele voltou ao local, dias depois, acabou encontrando as bandejas escondidas e chamou a Polícia”, informou uma moradora.

A Polícia esteve no local e recolheu as bandejas. Não há informações sobre os autores do furto.


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Com cheia, Bombeiros orientam sobre perigos de afogamento

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Praia Catarina; No detalhe, o sargento Gustavo Zonta Trevelin, do Corpo de Bombeiros de Ilha Solteira 

 

Com a recuperação do reservatório da usina de Ilha Solteira, o Corpo de Bombeiros está reforçando os cuidados para evitar afogamentos.

 

Após a recuperação do reservatório, as praias de Ilha Solteira voltaram a atrair um grande público. Nos finais de semana, principalmente, centenas de pessoas vem procurando o rio para lazer.

Segundo o sargento Gustavo Zonta Trevelin, com a recuperação do reservatório, é preciso ter cuidado, principalmente, com a profundidade. Além disso, a vegetação que cresceu durante a seca, e que foi coberta com a cheia, aumenta os riscos. “Além da vegetação natural que tem, e aqui tem bastante, essa vegetação que foi encoberta aumenta a possibilidade de enrosco, da pessoa se machucar”, disse Trevelin.

Também preocupa a falta de boias de sinalização que limita a área para banhistas, que não foram reinstaladas após a recuperação do reservatório. “As boias são importantes para evitar acidentes, principalmente para impedir a aproximação de embarcações da área utilizada por banhistas”, explicou Trevelin.

As boias foram retiradas depois que o rio recuou centenas de metros. Elas estavam fixadas em cordas, presas a grandes pedaços de concreto, e ficaram expostas com a seca e foram recolhidas após a área de banhistas praticamente desaparecer na Praia Catarina. E até agora elas não foram recolocadas.

Para evitar acidentes é preciso respeitar as faixas e avisos, além de não entrar em locais onde há avisos de perigo de morte. Muito importante também é nunca deixar crianças sozinhas e, se for andar de barco ou qualquer outra embarcação, usar sempre coletes salva-vidas.


Outras dicas do Corpo de Bombeiros


* Evite nadar sozinho.
* Não tome bebida alcoólica antes de entrar na água.
* Não se afaste da margem.
* Não salte de locais elevados para dentro da água.
* Não tente salvar pessoas em afogamento sem estar
devidamente habilitado.
* Prefira lançar flutuadores para salvar pessoas ao invés da
ação corpo a corpo.
* Identifique nas proximidades a existência do salva-vidas e permaneça próximo a ele.
* Evite brincadeiras de mau gosto como os conhecidos "caldos".
* Evite navegar com carga em excesso.
* Somente conduza embarcações se for habilitado.


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Câmara adia votação de projeto que prevê a instalação de tanques-redes no Recanto das Águas

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Vereadores começaram a discutir o projeto na sessão desta segunda

 

A Câmara de Ilha Solteira adiou por dez sessões, prazo que pode se estender por até três meses a votação do projeto que prevê a instalação de até mil tanques-redes, para a criação de peixes, em uma área próxima ao Recanto das Águas.

 

O projeto que tramita na Câmara é praticamente o mesmo apresentado no ano passado e que acabou retirado pelo prefeito Bento Sgarboza (DEM), após forte rejeição da comunidade e de diversas entidades. A diferença é que, ao invés da praia, a base da empresa que irá operar os tanques seria instalada em uma área do Recanto das Águas, próxima da Pousada da Associação dos Aposentados. É por ali que seria escoada toda a produção.

Os tanques-redes continuariam sendo instalados no meio do rio (cerca de 2 km da margem), mas fora do chamado “parque aquícola”, área demarcada pela UNESP para a criação de peixes. E é exatamente isso o que mais vem sendo criticado.

A empresa que instalaria os tanques investiria R$ 5 milhões em Ilha Solteira para a criação de peixes (tilápia do nilo). Inicialmente, seriam gerados vinte empregos.


Parque Aquícola – A maioria dos vereadores é favorável ao projeto, mas contra a instalação dos tanques no rio, fora do “parque aquícola”.

Os vereadores informaram que tentarão convencer o prefeito e a empresa interessada na instalação dos tanques, a colocá-los dentro área demarcada pela UNESP.

Se não houver mudanças no projeto, segundo apurou o ilhadenoticias.com, sete dos nove vereadores devem votar contra a proposta.

Área no Recanto das Águas onde seria instalada a base da empresa que irá operar os tanques-redes


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

ONS determina a abertura de três comportas da usina de Ilha Solteira

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Usina de Ilha Solteira (Foto: Arquivo) 

 

O Operador Nacional de Sistema (ONS), em conjunto com a Agência Nacional de Águas (ANA) e a CESP, determinou a abertura de três das 19 comportas da usina de Ilha Solteira. A abertura está programada para às 16h00.

 

Segundo apurou o ilhadenoticias.com, serão abertas as comportas 11, 12 e 13, na posição de um metro (abertura inicial da comporta, que pode chegar a 15 metros). Será a primeira vez, em quatro anos, que as comportas da hidrelétrica serão abertas.

A CESP já abriu as comportas das usinas de Porto Primavera (22 de fevereiro) e Jupiá (24). De acordo com a estatal paulista, a ação é preventiva e tem objetivo de amortizar o impacto das cheias que acontecem no período chuvoso.

A usina Ilha Solteira não abre suas comportas há mais de 4 anos, principalmente devido a forte estiagem que atingiu a região. O reservatório operou por mais de 500 dias com o volume, só se recuperando em janeiro deste ano.

O reservatório da usina de Ilha Solteira atingiu nesta quinta-feira (25), de acordo com a ONS, 95,87% de sua capacidade. Em 42 dias, o nível do reservatório subiu cinco metros.


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Após desistir da praia, Prefeitura quer tanques-redes no Recanto das Águas

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Área no Recanto das Águas onde seria instalada a base da empresa que irá operar os tanques-redes

 

Após desistir da praia, a Prefeitura quer, agora, instalar até mil tanques-redes, para a criação de peixes, em uma área próxima ao Recanto das Águas. O projeto pode ser votado já nesta segunda-feira (22), na Câmara. Mas o ilhadenoticias.com apurou que a discussão pode ser adiada.

 

O projeto que tramita na Câmara é praticamente o mesmo apresentado no ano passado e que acabou retirado pelo prefeito Bento Sgarboza (DEM), após forte rejeição da comunidade e de diversas entidades. A diferença é que, ao invés da praia, a base da empresa que irá operar os tanques seria instalada em uma área do Recanto das Águas, próxima da Pousada da Associação dos Aposentados. É por ali que seria escoada toda a produção.

Os tanques-redes continuariam sendo instalados no meio do rio, mas fora do chamado “parque aquícola”, área demarcada pela UNESP para a criação de peixes. E é exatamente isso o que mais vem sendo criticado.

A empresa que instalaria os tanques investiria R$ 5 milhões em Ilha Solteira para a criação de peixes (tilápia do nilo). Inicialmente, seriam gerados vinte empregos.


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Sub-categorias

Google+