ilhadenotícias - #anuncie!
whatsapp

(18) 99132.5461

Qual a sua avaliação do Governo Otávio Gomes?

Ótimo - 6.5%
Bom - 11.5%
Regular - 15%
Ruim - 17.8%
Péssimo - 49.3%

Total de Votos: 400
The voting for this poll has ended ligado: 22 Jul 2018 - 00:00

Alckmin reafirma que Ilha Solteira não terá perda do ICMS

Ilhadenoticias.com
Com informações da Folha da Região

Alckmin na reativação da hidrovia Tietê-Paraná (Foto: Folha da Região)

 

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) reafirmou durante a reativação da hidrovia Tietê-Paraná, que Ilha Solteira não terá perda no índice de participação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por causa da mudança de domicílio fiscal da usina para o Estado do Mato Grosso do Sul.

 

O Governo do Estado deve continuar pagando à Ilha Solteira, e também para Castilho, o chamado “valor adicionado”, cobrado no ato da venda de energia. É esse valor adicionado que garante a maior parte da arrecadação do Município. “Seria como se não tivéssemos perda. É uma garantia para não perderemos a arrecadação”, explicou o prefeito Bento Sgarboza.

Ilha Solteira continuará recebendo o chamado “valor adicionado”, responsável por cerca de R$ 50 milhões do orçamento anual da cidade, porque São Paulo continuará recebendo o ICMS pelo consumo da energia gerada pela usina, mesmo que a sede da hidrelétrica fique em definitivo no Mato Grosso do Sul.

São Paulo continuará recebendo o ICMS referente a energia, pois ele não é cobrado na venda do produto, mas do consumidor final. “São Paulo não perderá o ICMS, continuará sendo faturado aqui. O que poderíamos perder é o chamado “valor adicionado”, o que diminuiria o nosso índice de participação e a nossa arrecadação. Mas esse valor adicionado é possível manter, porque o ICMS continuará em São Paulo. Isso não vai para o Mato Grosso do Sul. Já há alguns casos onde isso acontece. Esse é um momento de extrema importância para a cidade, pois sem esses R$ 50 milhões, a cidade iria falir”, disse Sgarboza.


Produção - A usina de Ilha Solteira, arrematada pela CTG (China Three Gorges) Brasil Energia no ano passado, informará sua produção e o quanto recolheu do tributo aos governos do Mato Grosso do Sul e de São Paulo. A partir desses dados, a administração paulista vai definir o índice de participação no ICMS de Ilha Solteira, como se a hidrelétrica ainda estivesse no Estado. (Com informações da Folha da Região)


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Estudantes farão protesto contra cobrança de transporte e boicotarão novo cadastro

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

 

Em reunião realizada na noite desta segunda-feira (4), universitários que estudam em faculdades da região, e que utilizam o transporte oferecido pela Prefeitura, que até dezembro era gratuito, decidiram realizar a partir desta terça-feira (5), uma série de protestos contra a decisão da Prefeitura de passar a cobrar pelo serviço.

 

O prefeito Bento Sgarboza (DEM) anunciou que, em função da queda na arrecadação de Ilha Solteira, passará a dividir a partir deste ano com os alunos, o custo com o transporte. A expectativa é que eles passem a pagar de R$ 60,00 a R$ 120,00 mensais, dependendo da rota.

O custo mensal com o transporte dos universitários estaria em R$ 90 mil mensais, o que daria pouco mais de R$ 1 milhão ao ano. A proposta da Prefeitura é dividir esse custo, a partir deste ano, com os estudantes. “A proposta que fizemos à eles é que todos paguem. Não é justo cobrar de um e de outro não. Mas seriam valores diferentes, dependendo da rota. Aqueles que estudam em Andradina, Santa Fé e Três Lagoas, que tem mais ou menos a mesma distância, pagariam em torno de R$ 120,00. Já aqueles que estudam em Pereira Barreto, pagariam metade desse valor”, explicou Sgarboza.

Bento explicou que esse valor que deverá ser pago pelos estudantes, cobrirá metade do custo da Prefeitura com o transporte. O restante continuaria sendo subvencionado pelo Município.


Protesto - Contrários a decisão da Prefeitura, os estudantes marcaram para esta terça-feira (5), uma manifestação. O grupo sairá da Câmara às 19h00 e seguirá pela Avenida Brasil até a Prefeitura, onde tentará um encontro com o prefeito Bento Sgarboza.

O grupo também decidiu boicotar o recadastramento dos estudantes que utilizam o serviço, que a Prefeitura começa a fazer nesta quarta-feira (6), na Casa da Cultura. Quem não se recadastrar, estará proibido de utilizar o transporte.

Os estudantes também recolherão assinaturas para um projeto de Lei de iniciativa popular, ainda não divulgado, que teria o objetivo de regularizar o transporte gratuito de universitários para faculdades da região.


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Prefeitura confirma pagamento do 13º e pode atrasar salário de dezembro

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Prefeitura de Ilha Solteira (Foto: Arquivo) 

 

A Prefeitura de Ilha Solteira confirmou o pagamento do 13º salário do funcionalismo público municipal para o próximo dia 18. Mas informou que o pagamento de dezembro, que deveria ser feito até o 5º dia útil de janeiro, pode atrasar.

 

Em comunicado distribuído pela Área de Recursos Humanos da Prefeitura, e que já circula nas redes sociais, a Prefeitura informa que o 13º será liberado no dia 18. Os tickets seriam lierados no dia 20.

No mesmo comunicado, a Prefeitura pede para que os funcionários poupem o que puderem do 13º salário, para as contas com vencimento para o início de 2016, já que o pagamento de dezembro (que deveria ser pago no início de janeiro), pode atrasar. A previsão é que ele saia até o dia 19.

Segundo o secretário de Governo, Marcos Ferrari, a Prefeitura fez ajustes para que pudesse pagar o 13º integral para os funcionários. “Brecamos alguns pagamentos, algumas compras, para podermos pagar 100% dos salários dos funcionários. Sabemos que essa é uma obrigação nossa, mas somos umas das poucas Prefeituras da região que está conseguindo fazer isso”, disse o secretário.

Mas confirmou que existe a possibilidade do pagamento de dezembro atrasar e que o dia 19 é apenas uma previsão. “Mas ele pode sair antes. Só comunicamos a possibilidade do atraso, por precaução”, explicou o secretário.

Segundo apurou o ilhadenoticias.com, o atraso ocorreria devido a compromissos de altos custos que precisam ser pagos pela Prefeitura logo no início do ano, como o repasse para o Instituto de Previdência Municipal (IPREM), que precisa ser dobrado devido ao pagamento do 13º.

A Prefeitura espera completar o montante necessário para pagar os salários dos funcionários, com o repasse do ICMS previsto para acontecer até o dia 12 de janeiro.


O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Dengue: 2015 acaba com 617 casos confirmados; Preocupação com zika e chikungunya aumenta

Douglas Cossi Fagundes
Da Redação

Acabar com os criadouros do aedes aegypti é a prinicipal solução para evitar a dengue, o kika vírus e a chikungunya

 

Ilha Solteira enfrentou este ano uma nova epidemia de dengue. Foram 617 casos confirmados e mais de mil notificações.

 

A Vigilância Sanitária já trabalha com um novo “ciclo” da doença na cidade, que começou com a volta do período chuvoso. Neste novo ciclo, já teriam sido confirmados 16 casos (contabilizados no total de 2015).

Para combater o avanço da doença, a Vigilância já aplicou veneno em quase toda a cidade. Em algumas regiões, isso já aconteceu mais de uma vez este ano. O objetivo é eliminar o mosquito que transmite a dengue.

Mas o apoio da população ainda é a melhor arma contra o avanço da doença. Para isso, é preciso eliminar os criadouros do mosquito, que podem acumular água limpa e parada.

A melhor maneira de evitar essas doenças é eliminar os criadouros, como latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, garrafas PET e de vidro vazias, que acumulam água parada, o que é ideal para a procriação do mosquito transmissor da dengue. Se precisar guardar alguns desses matérias, coloque-os em locais cobertos e secos. Garrafas devem ser armazenadas com a boca para baixo.


Outras doenças – A preocupação da Vigilância é maior, porque além da dengue, o aedes aegypti também trasmite o zika vírus e a chikungunya, doenças diferentes mas com sintomas semelhantes.

Identificado pela primeira vez no país em abril, o zika vírus tem provocado intensa mobilização das autoridades de Saúde no país. Enquanto a doença costuma evoluir de forma benigna – com sintomas como febre, coceira e dores musculares – o que mais preocupa é a associação do vírus com outras doenças. O Ministério da Saúde já confirmou a relação do zika com a microcefalia e investiga uma possível relação com a síndrome de Guillain-Barré.

Segundo a chefe da Vigilância Sanitária de Ilha Solteira, Márcia Rúbio, apesar de preocupar, ainda não há relato da presença do zika vírus na cidade. “Preocupar, preocupa. Como é o mesmo vetor, o aedes aegypti, que é o mesmo da dengue, que transmite o zika vírus, é preocupante. Tentamos controlar a proliferação do mosquito, mas não temos grande sucesso. Mas, por enquanto, não temos nenhum caso suspeito da doença em Ilha Solteira”, disse Márcia.

A principal característica do zika vírus é que a febre é mais baixa que na dengue e no chikungunya, que costuma ser abrupta e acima de 39°C. É comum o surgimento de erupções na pele, que podem ser brancas ou vermelhas, além de uma vermelhidão nos olhos parecida com a conjuntivite, mas sem o pus e a coceira característicos. Como na dengue e no chikungunya, há dores nas articulações - geralmente mais intensas que na dengue. Há relatos de menor frequência na literatura médica de inchaço, dor na garganta, tosse e até hematospermia (sangue no esperma ao ejacular). Os sintomas duram até sete dias.

Exatamente devido às diferenças sutis, o diagnóstico clínico é muito difícil porque as três doenças apresentam sintoma de febre e têm diferentes combinações e intensidades de dores musculares e nas juntas, dor atrás dos olhos, sensação de prostração e falta de apetite. Além disso, a dengue e o chikungunya possuem formas brandas que podem ser confundidas com o zika vírus, e vice-versa. “Continuamos com o trabalho educativo com os nossos agentes e os funcionários da Saúde para, em caso de alguma suspeita, encaminharmos o paciente e vermos as ações que serão tomadas”, explicou Márcia.

A dengue é a mais mortal das três doenças. Mas o chikungunya tem maior morbidade porque as dores nas juntas podem persistir por meses e até anos, evoluindo para a forma crônica, o que pode acontecer em até 30% dos casos. No caso do zika vírus, não há relatos de mortes causadas pelo vírus, mas como a dengue, é preciso tomar cuidado para que não haja complicações hemorrágicas, ou seja, não fazer uso de medicamentos com base em ácido acetilsalicílico e drogas anti-inflamatórias.


Prevenção - Apesar de serem doenças diferentes, a forma de prevenção é a mesma: evitar a proliferação do mosquito, ou seja, erradicar locais de acúmulo de água parada. Se os criadouros não forem destruídos, além da dengue, há grandes chances de que haja uma epidemia de chikungunya e do zika vírus no país. “Apesar de ser uma doença nova, um vírus novo para a gente, os cuidados são os mesmos relacionados a dengue. Porque é o mesmo vetor (aedes aegypti), que circula na cidade, e é ele que temos que combater. Os mesmos cuidados precisam ser tomados”, afirmou Márcia.

 

O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Mostra: Ilha Solteira “respira” teatro até sábado

Douglas Cossi Fagundes
Com informações do Departamento de Cultura

 

A partir desta quarta-feira (25), Ilha Solteira respira. Até sábado (28), o público poderá assistir dez peças, todas com entrada gratuita. Companhias teatrais de várias cidades participam. A promoção é do Departamento de Cultura e da Fundação Cultural de Ilha Solteira, com apoio do Governo do Estado.

 

A Mostra, que está em sua quinta edição, terá peças voltadas aos mais diferentes públicos, em espaços como a Casa da Cultura e a Praça da Integração.
A maratona teatral começa na quarta-feira (25), com a Cia. Cênica de Teatro, da cidade de São José do Rio Preto, apresentando duas peças distintas na Casa da Cultura. De manhã, às 10h, a atração é a peça infantil “Por Que”. Já às 20h, a peça é “Sabiás do Sertão”.

Já a quinta-feira (26), começa com a apresentação da peça infantil “Mais Alguma Coisa? Sim”, do Grupo Manifesta. À noite, às 20h, será a vez de “Na Ponta da Ponte Novo Oriente”, da Cia Cid Chaves de Teatro, da cidade de Pereira Barreto. As apresentações serão na Casa da Cultura.

Na sexta-feira (27), serão apresentadas mais três peças. Às 10h, a atração é “Praça de Retalhos”, infantil da Cia Jovem Cena, de Ilha Solteira. Já às 19h, será a vez do espetáculo circense “Hoje Tem Espetáculo”, na Praça da Integração, com a cia Rosa dos Ventos, de Presidente Prudente. Em seguida, acontece a comédia “Maldito Benefício”, da Kavantan e Associados, com Ricardo Corte Real e Leonardo Cortez, que chega a Ilha Solteira através do Circuito Cultural Paulista. A apresentação acontece na Casa da Cultura.

Três peças encerram a 5ª Mostra de Teatro de Ilha Solteira no sábado (28). Às 10h, na Casa da Cultura, o Projeto Teatro Escola, de Ilha Solteira, apresenta o espetáculo “Adeus Fadas e Bruxas”. Às 19h, na Praça da Integração, será apresentado o show de ilusionismo “Meu Mundo Inimaginável”, com Marcelo Beutrin, de Araçatuba. Por fim, às 20h30, acontece a peça “MundoMudo”, com a Cia Azul Celeste, de São José do Rio Preto, na Casa da Cultura.


POR QUÊ?
Quarta, às 10h00, na Casa da Cultura – Infantil – Livre



Uma praça pública. Todos os dias, à mesma hora, quatro simpáticos senhores e senhoras reúnem-se para, ao som do violão do Sr. Coreto, vivenciar situações inusitadas, engraçadas e profundamente alegóricas. “Por quê?” propõe uma reflexão sobre valores humanos, éticos e sociais em relação a um futuro irremediável para a maioria de nós. Cia Cênica – São José do Rio Preto.


SABIÁS DO SERTÃO
Quarta, às 20h00, na Casa da Cultura – Adulto – 14 anos



“Sabiás do Sertão – teatro musical brasileiro em um ato, uma chegança e uma andança” trata dos expoentes maiores da música caipira, Cascatinha & Inhana, primeira dupla sertaneja formada por marido e mulher que, em sua trajetória, reverencia com primazia a cultura de raiz, o ser, estar e viver circense, o prazer da canção e do encantamento. O picadeiro vazio, o artista pleno. Arma-se a lona, abrem-se as veredas. Cia Cênica – São José do Rio Preto.



MAIS ALGUMA COISA? SIM!
Quinta, às 10h00, na Casa da Cultura – Infantil – Livre



Um mundo em que a vontade está nas mãos, nos pés e no coração, onde o objetivo da vida é realizar nossos sonhos. O espetáculo teatral “Mais Alguma Coisa ? Sim.” é este lugar. Difícil foi encontrá-lo, estava dentro de uma bolha de sabão. Junto com suas roupas com vida própria, o Palhaço Maluco tenta começar o espetáculo. Grupo Manifesta – São Bento do Sapucaí.


NA PONTA DA PONTE NOVO ORIENTE
Quinta, às 20h00, na Casa da Cultura – Adulto –10 anos



Um velho imigrante japonês relata sua trajetória para a neta. Sua própria história é retratada, com elementos da cultura nipônica, em apresentações de danças típicas, como o butô, de lutas, como o kendo, e até da técnica teatral de manipulação de bonecos, conhecida como bunraku - contudo, na cena, os atores substituem bonecos por humanos. Cia Cid Chagas de Teatro - Pereira Barreto.


PRAÇA DE RETALHOS
Sexta, às 10h00, na Casa da Cultura – Infantil – Livre



Um homem, ao passar por uma praça, fica indignado com a quantidade de papeis, latas e garrafas jogados no chão. Com a ajuda das pessoas que por ali transitam irá transformar tudo em coisas úteis e criativas, retomando a beleza da praça. Cia Jovem Cena – Ilha Solteira.


HOJE TEM ESPETÁCULO
Sexta, às 19h00, na Praça dos Paiaguás – Circo – Livre



“Hoje Tem Espetáculo” é apresentado por um músico (Nicochina) e quatro palhaços (Dez Pras Sete, Custipíl, Beterraba e Tiuria) que se revezam nas funções de artistas de circo, criando um espetáculo que une elementos da cultura circense como, malabarismo, acrobacias, monociclo e atirador de facas a grandes palhaçadas. Cia Rosa dos Ventos – Presidente Prudente.


MALDITO BENEFÍCIO
Sexta, às 20h30, na Casa da Cultura– Comédia Adulta – 14 anos



Um velho aposentado recebe da Previdência Social um comunicado que anuncia a concessão de um benefício que poderá solucionar todos os problemas financeiros do filho taxista. No entanto, sua doença terminal pode impedir o acesso ao dinheiro, o que desencadeia nos membros da família uma série de comportamentos moralmente reprováveis. Kavantan e Associados – São Paulo.


ADEUS FADAS E BRUXAS
Sábado, às 10h00, na Casa da Cultura Rachel Dossi – Infantil – Livre



“Adeus Fadas e Bruxas” é uma peça do ator e dramaturgo Ronaldo Ciambroni, e narra as peripécias que acontecem em Encantalha, “a cidade que mora dentro da nossa cabeça, pertinho do nosso pensamento”. Neste local especial, os personagens encantados tradicionais, como fadas, bruxas, duendes, mágicos, príncipes e princesas, tentam sobreviver ao avanço dos heróis modernos: os brinquedos eletrônicos e os computadores. Projeto Teatro Escola – Ilha Solteira.


MEU MUNDO INIMAGINÁVEL
Sábado, às 19h00, na Praça da Integração – Ilusionismo – livre



As cortinas se abrem e lá está Mr. Klaus, seu partner, reinventado por Marcelo Beutrin, sentindo que, sendo o inseparável companheiro do artista, está pronto para atendê-lo. Inusitada e bem humorada dupla faz no palco o inimaginável, num grande espetáculo de magia e ilusionismo. Com Marcelo Beutrin – Araçatuba.


MUNDOMUDO
Sábado, às 19h00, na Casa da Cultura – Teatro Adulto – 12 anos


“MundoMudo” investiga a relação cultural entre o velho e o novo por meio dos valores difundidos na sociedade contemporânea. Faz uma reflexão sobre tudo o que nós aprendemos como valor, como crença, como cultura, seja numa dimensão maior ou menor, tornam-se nossas origens de referências que irão comandar nossa consciência e esta determinará nosso comportamento. Cia Azul Celeste – São José do Rio Preto.

 

O www.ilhadenoticias.com não autoriza a reprodução parcial ou integral deste texto

Os comentários postados neste texto são de inteira responsabilidade do seu autor, já que estão diretamente ligados a sua conta no facebook

Sub-categorias

Google+